Galaxy S8 não deve ter botão home físico; elemento seria embutido na tela

Desde que a Samsung inaugurou sua linha de smartphones premium “Galaxy S”, a empresa vem trazendo um botão home físico na parte da frente, logo abaixo da tela. Contudo, em 2017, isso pode mudar. Segundo fontes anônimas e supostamente ligadas à Samsung que conversaram com a Bloomberg, o design ousado do Galaxy S8 — que traria uma supertela ocupando praticamente toda a face frontal — impediria a fabricante de incluir um botão home físico nesse modelo.

O elemento seria então embutido virtualmente na tela do smartphone. Contudo, o tal botão não seria apenas um elemento virtual, como na maioria dos smartphones Android. A Bloomberg explica a situação dessa forma: “o botão home virtual seria enterrado no vidro na parte inferior da tela”. Não sabemos, portanto, se ainda deve haver algum retorno hápticos ao tocar no botão ou se sele seria algo permanente na tela.

Rumores anteriores já afirmavam que o novo top de linha da Samsung teria um design similar ao do Xiaomi Mi MIX, que possui uma parte frontal ocupada quase que inteiramente pelo display. A ideia da Samsung seria basicamente superar o dispositivo da concorrente chinesa e vender essa característica de forma global como uma inovação sua.



  Duas versões

Ainda de acordo com as fontes da Bloomberg, o S8 teria duas opções de processador, como já é tradicional nos top de linha da Samsung. Alguns mercados receberiam a variante com Qualcomm Snapdragon 835, enquanto outras regiões ficariam com o modelo que possui um chip da própria Samsung, alguma versão da linha Exynos. Isso aconteceria porque os processadores da Samsung não são compatíveis com algumas redes celular baseadas em CDMA (ainda em uso nos EUA), enquanto os da Qualcomm são.

Como também era esperado, as ditas fontes afirmam que haverá dois modelos distintos do S8, um com tela ou corpo com diagonal aproximada de 5,1’’, e outro com 5,5’’. Contudo, ambos teriam displays curvos nas bordas. Ou seja, seria o fim das telas planas em aparelhos da linha Galaxy S.

Segurança

Foi comentado também que a coreana estaria extremamente preocupada em tornar o novo dispositivo absolutamente seguro. Isso não é uma surpresa, já que o Galaxy Note 7 e suas mais de cem explosões pelo mundo mancharam a imagem da marca, que precisou fazer um recall do dito celular e acabou por recolher todas as unidades que foram vendidas. O prejuízo estimado foi de US$ 6 bilhões.

Por isso, a Samsung poderia atrasar o início das vendas do Galaxy S8, de março para abril de 2017. O lançamento, entretanto, ainda é esperado para fevereiro, na MWC 2017. Essa ação se tornaria necessária pelo fato de a empresa ter deixado os testes de segurança de baterias muito mais rigorosos, a fim de evitar mais uma situação como a do Note 7.

 

 Por fim, as fontes anônimas ainda disseram que a S8 chegaria ao mercado com uma nova assistente de voz, baseada na tecnologia adquirida pela Samsung na compra da Viv, uma startup criadora de inteligência artificial, cujos fundadores trabalharam na criação da Siri, da Apple.

Fonte: BLOOMBERG 


Nenhum comentário